Departamento de Matemática

Universidade de Coimbra

Estágio Pedagógico do Ramo Educacional

2006/2007

 

 

 

Perfis de desempenho dos Estagiários – parte pedagógica

aprovados na reuničo da Comissčo de Estágio de 26/10/2006

 

 

 

O Regulamento dos Estágios Pedagógicos diz que "a avaliaćčo deve encarar-se como um processo contínuo de reflexčo, análise e discussčo da actividade individual e de grupo, no sentido de superar erros cometidos, vencer dificuldades e ajustar o ritmo de trabalho" e que "a avaliaćčo terá em conta a conjugaćčo de diversos parČmetros cujas expressões parcelares conduzirčo a uma única apreciaćčo global."

A avaliaćčo é assim incontornavelmente complexa, pelo que este documento pretende proceder a uma uniformizaćčo mínima da avaliaćčo dos estagiários que proporcione aos orientadores e estagiários tanto uma linha orientadora do seu trabalho como alguma flexibilidade que nčo iniba as iniciativas necessárias numa tarefa tčo complexa.

                 

Este documento debruća-se apenas sobre os perfis de desempenho a observar pelo orientador pedagógico. O trabalho e observaćčo do orientador pedagógico incidem essencialmente sobre sete aspectos:

a)    Conhecimento do conteúdo

b)   Conhecimento do currículo

c)    Preparaćčo das aulas

d)   Organizaćčo e condućčo das aulas

e)    Avaliaćčo das aulas

f)     Participaćčo na vida da escola

g)   Desenvolvimento profissional

 

Os perfis de desempenho incidirčo assim sobre estes sete aspectos:

 

a) Conhecimento do conteúdo:

Insuficiente

Conhecimento deficiente dos conceitos básicos e procedimentos específicos da Matemática, revelando falta de capacidade para responder a dúvidas ou questões dos alunos.

12

Conhecimento nem sempre seguro dos conceitos e técnicas matemáticas constantes dos programas dos anos de escolaridade leccionados.

14

Conhecimento razoavelmente seguro dos conceitos e técnicas matemáticas constantes dos programas dos anos de escolaridade leccionados, mas revelando dificuldades na sua explanaćčo aos alunos e colegas.

16

Conhecimento seguro dos conceitos e técnicas matemáticas constantes dos programas dos anos de escolaridade leccionados, revelando capacidade de explanaćčo convincente aos alunos e colegas.

18

Além do anterior, capacidade de relacionamento de conceitos de diferentes áreas da Matemática e de diferentes disciplinas e conhecimento da sua história.

Outros critérios para atribuir pontuaćões intermédias: capacidade de responder apropriada e atempadamente a questões dos alunos, capacidade de pesquisar temas menos comuns.

 

b) Conhecimento do currículo:

Insuficiente

O livro de texto é usado como base exclusiva para o ensino.

12

Conhecimento das orientaćões programáticas principais dos programas dos anos de escolaridade leccionados, no que diz respeito a finalidades, objectivos gerais e específicos, metodologias, materiais, conhecimentos matemáticos e avaliaćčo.

14

Além do anterior, compreensčo e capacidade de articulaćčo dos diversos componentes dos programas.

16

Além do anterior, capacidade de identificaćčo dos conhecimentos matemáticos, capacidades e atitudes centrais dos programas, revelando alguma capacidade de analisar criticamente o livro de texto do ponto de vista do programa.

18

Além do anterior, conhecimento de situaćões extracurriculares e de outras disciplinas que se relacionem directamente com os temas do programa de Matemática, capacidade de analisar criticamente o livro de texto do ponto de vista do programa.

Outros critérios para atribuir pontuaćões intermédias: capacidade de responder com seguranća a questões dos alunos que se relacionem com anos anteriores, capacidade de pesquisar temas menos comuns.

 

c) Preparaćčo das aulas:

Insuficiente

Ausźncia de preparaćčo das aulas e/ou preparaćčo nčo cuidada ou inconsciente, nčo revelando preocupaćčo com os objectivos, os resultados da aprendizagem dos alunos e as suas necessidades. Notória utilizaćčo de um método de ensino em particular, o qual nem sempre é apropriado para os objectivos e necessidades dos alunos

12

Capacidade de elaborar planos de aula coerentes tendo em conta as orientaćões curriculares gerais, as necessidades dos alunos, e articuladas com aulas anteriores e posteriores.

14

Além do anterior, adaptaćčo e selecćčo de tarefas relevantes para a aprendizagem dos alunos, selecćčo, adaptaćčo e elaboraćčo de materiais e recursos adequados, incluindo as novas tecnologias.

16

Além do anterior, concepćčo, adaptaćčo e selecćčo de tarefas estimulantes e relevantes para o progresso dos alunos.

18

Além do anterior, preparaćčo cuidadosa de formas de trabalho diversificadas e consistentes com os objectivos, incluindo momentos de trabalho com toda a turma, em grupos, em díades e trabalho individual.

Outros critérios para atribuir pontuaćões intermédias: definićčo adequada dos objectivos e previsčo de estratégias que permitam a sua consecućčo, capacidade de ouvir e incorporar adequadamente as sugestões do orientador, capacidade de envolvimento numa sala de estudo e actividades afins, previsčo eficiente dos diversos momentos da aula, em particular, do início e final, e da gestčo do tempo, previsčo de formas de avaliaćčo do grau de consecućčo dos objectivos da aula, preparaćčo de formas de trabalho diversificadas e consistentes com os objectivos, incluindo momentos de trabalho com toda a turma, em grupos, em díades  e trabalho individual.

 

d) Organizaćčo e condućčo das aulas:

Insuficiente

Condućčo de aulas desorganizadas, com reduzida antecipaćčo de problemas e falta de consistźncia nas acćões desenvolvidas para obter comportamento adequado da turma e condićões para a aprendizagem. Incapacidade de comunicar de uma forma eficiente. Realizaćčo de aulas aborrecidas, monótonas, caracterizadas por falta de imaginaćčo, vigor e rigor.

12

Capacidade de criar e manter um ambiente de trabalho adequado na sala de aula.

Capacidade de estabelecer e manter regras e rotinas justas e apropriadas para os alunos.

14

Além do anterior, capacidade de levar ą prática as formas de trabalho previstas e utilizaćčo de recursos e materiais seleccionados, preocupaćčo com a gestčo do tempo.

Capacidade de utilizaćčo de materiais e recursos previstos, em particular, as novas tecnologias, embora de forma nem sempre muito conseguida.

16

Além do anterior, capacidade de levar ą prática as formas de trabalho diversificadas, incluindo momentos colectivos de trabalho com toda a turma, em grupos, em díades e trabalho individual.

Capacidade de utilizaćčo de materiais e recursos previstos, em particular, as novas tecnologias.

18

Além do anterior, capacidade de fazer inflexões relativamente ao plano previsto sempre que o desenvolvimento da aula o justifique.

Capacidade de utilizaćčo eficaz de materiais e recursos previstos, em particular, as novas tecnologias.

Outros critérios para atribuir pontuaćões intermédias: capacidade de organizar a sala de aula de forma adequada, estabelecendo as condićões físicas adequadas para o trabalho a desenvolver.

 

e) Avaliaćčo das aulas:

Insuficiente

Avaliaćčo nčo focalizada nos aspectos essenciais e nčo revelando reflexčo sobre a prática nem vontade de incorporar sugestões de outros colegas e orientador.

12

Capacidade para descrever as aulas em termos de tarefas propostas, da estratégia usada, do ambiente de aprendizagem, do papel dos alunos e do professor.

14

Além do anterior, capacidade de análise crítica do grau de consecućčo dos objectivos pretendidos com identificaćčo dos factores de (in)sucesso das aulas.

16

Além do anterior, capacidade de análise crítica do grau de consecućčo dos objectivos pretendidos em funćčo da avaliaćčo da aprendizagem dos alunos e do desenvolvimento das suas capacidades e atitudes, elaborando relatórios adequados das suas aulas.

18

Além do anterior, identificaćčo adequada dos factores de (in)sucesso das aulas e sugestčo e discussčo de alternativas pertinentes para a sua melhoria, elaborando relatórios completos e com reflexčo bem ponderada.

Outros critérios para atribuir pontuaćões intermédias: identificaćčo de factores de (in)sucesso das aulas e sugestčo de alternativas para a sua melhoria, compreensčo da necessidade de reflexčo sobre a prática lectiva e disposićčo para aceitar sugestões de colegas e orientador.

 

f) Participaćčo na vida da escola:

Insuficiente

Isolamento relativamente ą vida da escola, com ausźncia de participaćčo nas actividades onde poderia colaborar. Desconhecimento ou alheamento das regras de funcionamento da escola

12

Compreensčo da escola como instituićčo e do lugar e funćčo que esta tem na comunidade. Organizaćčo de sessões de formaćčo na escola.

14

Além do anterior, compreensčo do papel das actividades extra-lectivas na dinamizaćčo da vida da escola e no envolvimento dos alunos na aprendizagem, participando de forma construtiva. Organizaćčo ou apresentaćčo de trabalhos destinados ą comunidade escolar (em geral ou a algum grupo em particular).

16

Além do anterior, disposićčo e capacidade de colaborar na preparaćčo e realizaćčo de actividades extra-lectivas pertinentes que favorećam o desenvolvimento nos alunos de capacidades e atitudes positivas em relaćčo ą  escola e, em especial, ą Matemática. Organizaćčo e apresentaćčo de trabalhos destinados ą comunidade escolar (em geral ou a algum grupo em particular) que sejam bem recebidos.

18

Além do anterior, disposićčo e capacidade de propor e colaborar na preparaćčo e realizaćčo de actividades extra-lectivas que contribuam para a formaćčo dos colegas da escola, nomeadamente promovendo sessões de discussčo e formaćčo com elementos da escola, do núcleo de estágio e exteriores ą escola. Apresentaćčo ą escola de trabalhos realizados pelo núcleo de estágio que sejam bem recebidos pelos destinatários.

Outros critérios para atribuir pontuaćões intermédias: grau de envolvimento em actividades relativas a Olimpíadas de Matemática, Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos, actividades de Centros Ciźncia Viva ou similares, imaginaćčo e capacidade de trabalho com os colegas e outras entidades da escola ou fora da escola, apresentaćčo de actividades da escola em encontro regionais ou nacionais.

 

g) Desenvolvimento profissional:

Insuficiente

Falta de relaćões de trabalho com os profissionais mais próximos, em particular, com o núcleo de estágio e com os colegas de grupo de Matemática da escola. Indisponibilidade para procurar e aceitar ajuda.

12

Consciźncia das suas próprias responsabilidades como professor, assumindo-se como um profissional autónomo e  empenhado. Participaćčo em encontros.

14

Além do anterior, preocupaćčo em conhecer e estabelecer contacto com recursos humanos e materiais importantes para a profissčo de professor.

Participaćčo nalguma actividade de formaćčo, nomeadamente conferźncias, encontros e cursos, como os promovidos pela SPM e pela APM.

Apresentaćčo de trabalhos no Encontro de Estágios.

16

Além do anterior, preocupaćčo e capacidade em reflectir sobre a prática profissional, identificando problemas e definindo estratégias para a sua superaćčo.

Participaćčo em várias actividades de formaćčo, nomeadamente conferźncias, encontros e cursos, como os promovidos pela SPM e pela APM.

Apresentaćčo de trabalhos no Encontro de Estágios, com uma participaćčo pessoal activa e de qualidade.

18

Além do anterior, disposićčo e capacidade para reflectir sobre a prática profissional, para definir problemas e questões a investigar e desenvolver projectos individuais ou colectivos de intervenćčo sobre esses problemas.

Participaćčo activa (coadjuvando sessões ou apresentando trabalhos) em actividades de formaćčo, nomeadamente conferźncias, encontros e cursos, como os promovidos pela SPM e pela APM.

Apresentaćčo de um trabalho individual e participaćčo pessoal activa e de qualidade em apresentaćões de grupo (oral ou sob a forma de cartaz) no Encontro de Estágios.

Outros critérios para atribuir pontuaćões intermédias: Disposićčo e capacidade para trabalhar em grupo, para discutir com outros professores sobre questões profissionais, para procurar e aceitar ajuda, para cooperar, conhecimento das ideias fundamentais relativas ą realizaćčo de um projecto educativo, apresentaćčo de trabalhos de estágio em encontros regionais da SPM ou da APM ou de outras organizaćões.

 

 

 

 

 

Nota final do orientador pedagógico:

A nota final do orientador pedagógico é calculada como a média pesada dos aspectos atrás considerados, arredondada ąs unidades, em que os pesos sčo os seguintes:

a)    Conhecimento do conteúdo                                    - 2

b)    Conhecimento do currículo                                          - 2

c)    Preparaćčo das aulas                                                       - 2

d)    Organizaćčo e condućčo das aulas                   - 3

e)    Avaliaćčo das aulas                                                            - 1

f)     Participaćčo na vida da escola                                  - 2

g)    Desenvolvimento profissional                   - 1