O Mundo na Escola - Matemática do Planeta Terra

Ir para o conteúdo

Menu principal

O Mundo na Escola

Atividades > Entidades

O programa "O Mundo na Escola" foi criado em Abril de 2012 pelo Ministério da Educação e Ciência com o objetivo de aproximar a comunidade escolar dos profissionais das várias áreas do saber, das artes às ciências e às letras. Durante o ano letivo 2012/2013 o programa incide sobre Ciência e Tecnologia.

O Mundo na Escola pretende melhorar os canais de comunicação entre os cientistas e as escolas, divulgando por todo o país o muito que já se faz neste domínio. De uma forma geral, o programa pretende valorizar e rentabilizar os melhores recursos nacionais, pondo a criação científica e tecnológica ao serviço dos alunos, dos professores e das famílias de todo o país. Acima de tudo, porém, queremos despertar os jovens para o fascínio da ciência.



saber mais


Grandes Aulas

As "
Grandes Aulas" são aulas dadas nas escolas do ensino básico e secundário por grandes especialistas em diversas áreas que estão abertas a todos os que queiram assistir. Pegando no conceito das master classes, comuns na área da música e de outras artes, quisemos alargá-lo a outros domínios – nomeadamente à ciência – e introduzi-lo no ensino básico e secundário.

Um cientista ou um escritor, por exemplo, podem ser convidados a ir a uma escola apresentar um tema da sua especialidade ou falar de um projeto seu, de uma forma dinâmica e que desperte a curiosidade dos alunos. Espera-se que a interação entre o professor e os alunos estimule nestes um envolvimento ativo em explorações pessoais e o gosto pela experimentação, pela descoberta e pela criação.

As "
Grandes Aulas" destinam-se a alunos do 9º ano do ensino básico e do ensino secundário de escolas ou agrupamentos de escolas de Portugal.

saber mais



"Piões que dormem e piões que voam", por Eduardo Marques de Sá
Os movimentos rotativos em torno de um eixo de simetria são fundamentais para o equilíbrio e a estabilidade dos piões e para o voo dos discos voadores. Serão experimentados vários piões estranhos, mas que rodopiam como os tradicionais. Pela experiência se mostra que os discos voadores, e não só os da mitologia ovniana, voam mesmo. A apresentação envolve a determinação experimental do centro de massa duma placa plana, a observação e descrição dos movimentos de precessão e a relação experienciada entre o tamanho do pé dum pião e a velocidade de precessão. Quase todos os objetos utilizados, piões, discos, boomerangs, rodas de bicicleta, são de fabrico caseiro ou de fácil acesso.


Datas:
28 de novembro de 2012, 11h50 - Agrupamento de Escolas de Arganil, Arganil
13 de março de 2013, 10h30 -
Escola Secundária Francisco Rodrigues Lobo, Leiria
14 de março de 2013, 10h30 -
Escola Básica e Secundária Quinta das Flores, Coimbra


"Ângulos e estrelas: como saber onde estou?", por Henrique Leitão
Nos dias de hoje temos o GPS (Global Positioning System) que nos permite saber onde nos situamos na terra, mas antes do seu aparecimento contávamos com as estrelas no céu, com muita imaginação e com alguns conhecimentos de geometria. Determinar a posição por meios astronómicos, tal como usado no passado, pode ser repetido hoje em dia e é um problema muito interessante, utilizando sistemas de coordenadas; a diferença entre um plano e uma esfera; alguma trigonometria; o movimento do Sol; como se fazem (faziam) mapas; como se tomam medidas astronómicas, como funcionam os instrumentos antigos.


Datas:
10 de Janeiro de 2013, 10h30 - Escola Secundária de S. Lourenço, Portalegre
23 de abril de 2013, 10h30 -
Escola Secundária Dr. Bernardino Machado, Figueira da Foz


"A matemática e o malabarismo", por António Machiavelo
O malabarismo é uma arte que poucas pessoas associariam à matemática. Há, no entanto, entre estas duas atividades humanas muito mais relações do que se possa suspeitar à primeira vista. Para além de haver vários matemáticos de renome que são excelentes malabaristas, o malabarismo proporciona à matemática interessantes problemas combinatórios e, por outro lado, a matemática deu já ideias para novos padrões malabares. Mais ainda, a matemática ajuda a estabelecer uma classificação profícua destes padrões e a combinar movimentos de formas originais. Nesta aula serão dados alguns exemplos destas relações simbióticas entre o malabarismo e a matemática.
AVISO: Esta palestra poderá provocar o desejo incontrolável de aprender alguns movimentos malabares, ou mesmo a tentação de estudar mais matemática.



Datas:
8 de maio de 2013, 15h30 - Escola Secundária Augusto Gomes, Matosinhos
5 de Dezembro de 2013, 15h15 - Escola Secundária Francisco Franco  (REGISTO FOTOGRÁFICO)  (Reportagem RTP-Madeira)
6 de Dezembro de 2013
, 10h30 - Centro Ciência Viva de Porto Moniz   (REGISTO FOTOGRÁFICO)




Saber Porquê


Saber porquê é um concurso de divulgação de ciência em suporte audiovisual dirigido às escolas.

O Mundo na Escola vai publicar no seu site, todos os meses, uma ou duas perguntas sobre temas científicos ou tecnológicos e desafia os estudantes do ensino básico e secundário, com o apoio de professores, a tentar responder-lhes.

As perguntas pretendem despertar a curiosidade e a imaginação dos estudantes, obrigando-os a um esforço colaborativo de pesquisa, de criatividade e de inovação.
As respostas devem ser dadas em vídeos com um máximo de três minutos, numa linguagem percetível e apelativa para o grande público.

As perguntas focarão diferentes temáticas científicas e tecnológicas. Nas nossas respostas podemos remeter para um conceito científico básico, para uma questão científica específica, ou para um cruzamento de áreas científicas diferentes.

Os vídeos produzidos pela equipa do Saber Porquê terão sempre um investigador como protagonista, que dará a sua resposta pessoal à pergunta colocada.

saber mais

Exemplos de Perguntas:

Onde está a capicua de Haydn?



Qual a relação entre “2, 3, 5, 7, 11…”, um segredo e a Internet?



Clique aqui para ver as restantes perguntas.

 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal