Matemática Urbana - Matemática do Planeta Terra

Ir para o conteúdo

Menu principal

Matemática Urbana

Projetos

No âmbito do projeto "Matemática do Planeta Terra", o Museu da Ciência da Universidade de Coimbra e a Associação de Professores de Matemática promovem o projecto MATEMÁTICA URBANA.

Este projecto pretende sensibilizar estudantes, professores e público em geral para a matemática escondida nas nossas cidades, seja na organização dos seus edifícios, na ciência por trás da forma como eles são construídos, na organização das suas redes de transportes, identificando afinal um património valioso que tendemos a ignorar por nos estar tão próximo.

T
erão lugar iniciativas várias, quer na forma de exposições, palestras, passeios fotográficos, produção de material audiovisual, etc.

As duas instituições esperam poder contar com a colaboração de parceiros neste projecto, de modo a poder chegar o mais perto possível de escolas ou associações culturais que possam colaborar no desenvolvimento deste tipo de iniciativas. Instituições ou associações que pretendam ser parceiros neste projecto podem preencher o formulário de contacto.


PROGRAMAÇÃO



ROTA DAS SIMETRIAS
2017 (bimestral - 4º sábado do mês) | LISBOA  

A Rota das Simetrias consiste num passeio interdisciplinar em torno da Calçada Portuguesa de Lisboa, desde o Jardim Botânico (MUHNAC) até à Praça do Município, passando por alguns espaços emblemáticos da Baixa. Ao longo do percurso são abordados alguns tipos de simetrias patentes em vários modelos de calçada, bem como a história deste tipo de construção ou a geologia da cidade.

(MAIS INFORMAÇÕES)


HÁ MATEMÁTICA OCULTA EM TAVIRA?

19 DE ABRIL DE 2014 | TAVIRA  |  10H00

Ana Moura, Ana Baioa e Ricardo Freitas, Centro Ciência Viva de Tavira
O dia internacional dos Monumentos e Sítios celebra-se dia 18 de Abril. Neste âmbito o Centro Ciência Viva de Tavira preparou uma atividade intitulada “Há matemática oculta em Tavira?”. A matemática não é apenas cálculo. Venha descobrir como há matemática à nossa volta pelas ruas de Tavira. Descubra e surpreenda-se com a estrutura geométrica da arquitetura de igrejas e outros edifícios e os padrões e frisos existentes na cidade de Tavira.
(CARTAZ)



28 DE FEVEREIRO DE 2014 | Artigo - Tribuna das Ilhas - Açores
"A matemática dos antigos V" - Artigo de Ricardo Cunha Teixeira.


14 DE FEVEREIRO DE 2014 | Artigo - Tribuna das Ilhas - Açores
"A matemática dos antigos IV" - Artigo de Ricardo Cunha Teixeira.


9 DE FEVEREIRO DE 2014 | Entrevista - Diário Insular - Açores
"Há matemática debaixo dos seus pés... e por cima da sua cabeça" - Entrevista a Ricardo Cunha Teixeira.


1 DE NOVEMBRO DE 2013 | Artigo - Tribuna das Ilhas - Açores

"A matemática das pirâmides" - Artigo de Ricardo Cunha Teixeira.


18 DE OUTUBRO DE 2013 | Artigo - Tribuna das Ilhas - Açores
"Retângulos de ouro: verdadeiros ou falsos?" - Artigo de Ricardo Cunha Teixeira.



OS AZULEJOS QUE ENSINAM MATEMÁTICA
12 DE OUTUBRO DE 2013 | Museu da Ciência - Coimbra | 15H00

António Leal Duarte, Departamento de Matemática da FCTUC

Esta sessão deu a conhecer um conjunto de azulejos datados do século XVII, baseados na obra "Os Elementos" de Euclides, bem como o seu lugar na História. A maior parte dos azulejos desta colecção que se conhecem fazem hoje parte da exposição permanente do Museu Nacional Machado de Castro, mas há mais alguns no Museu do Azulejo e também outros ao cuidado de particulares. Sabe-se hoje que estes azulejos foram mandados fazer pela Companhia de Jesus para o ensino de Matemática naquela instituição, em Coimbra.
Quem visitou a exposição temporária "Do Sul ao Sol", teve oportunidade de encontrar um azulejo completo, que pertence a um coleccionador particular, bem como dois pedaços encontrados em escavações junto ao Laboratorio Chimico que comprovam que de facto aqueles azulejos estiveram no passado num colégio jesuíta em Coimbra.



ROTA DA CALÇADA PORTUGUESA
18 DE SETEMBRO DE 2013 | LISBOA| 16H30

A calçada portuguesa, reconhecida pelas suas características únicas, será enquadrada numa rota interdisciplinar na cidade de Lisboa. Esta rota, testada pela primeira vez no dia 18 de setembro, tem início no Jardim Botânico (Rua da Escola Politécnica), centrar-se-á nas simetrias existentes num percurso pela zona central da cidade, envolvendo também aspetos de natureza histórica e geológica. Esta é uma iniciativa no âmbito do Ano Internacional da Matemática do Planeta Terra, com o apoio do MUHNAC, dando seguimento ao projeto Simetria Passo a Passo - Matemática nas Calçadas de Lisboa, apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian e pela SPM.


Mais informações:
Simetria Passo a Passo - Matemática nas Calçadas de Lisboa
(DESDOBRÁVEL) (PADRÕES EM FALTA) (Sítio na Internet)


23 DE AGOSTO
DE 2013 | Artigo - Tribuna das Ilhas - Açores
"Padrões em azulejo da cidade da Horta" - Artigo de Ricardo Cunha Teixeira.



HÁ MATEMÁTICA OCULTA EM TAVIRA?

20 DE JULHO DE 2013 | 10 DE AGOSTO DE 2013  |  21 DE SETEMBRO DE 2013 | TAVIRA  |  09H30

Ana Moura, Ana Baioa e Ricardo Freitas, Centro Ciência Viva de Tavira
Em comemoração do Ano Internacional da Matemática do Planeta Terra (MPT2013), o Centro Ciência Viva de Tavira preparou uma atividade intitulada “Há matemática oculta em Tavira?”. Através de um percurso pelas ruas de Tavira, poderá identificar as rochas, padrões e frisos que constituem a calçada, nas varandas, nos azulejos e nas fachadas de edifícios. Poderá ainda constatar a existência de padrões naturais e estrutura geológica em rochas existentes pela cidade.
(CARTAZ)



MATEMÁTICA E ARQUITECTURA DE MÃOS DADAS

8 DE JUNHO DE 2013 | Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva - Braga | 15H00
Ana Isabel Filipe, Universidade do Minho

Os amigos conhecem-se mutuamente, respeitam-se e complementam-se de modo a atingir um objectivo comum.
A matemática e a arquitectura têm caminhado lado a lado ao longo dos tempos em cooperação, possibilitando um desenvolvimento mútuo.

(CARTAZ)


ROTEIROS DESENVOLVIDOS PELA UNIVERSIDADE DOS AÇORES
Ricardo Cunha Teixeira - Universidade dos Açores

Estão a ser desenvolvidos diversos Roteiros "Turisticos" no âmbito da Matemática Urbana.
Roteiros atualmente disponíveis:

Roteiro de Frisos da Cidade da Horta (NOTÍCIA "Tribuna das Ilhas")

Ricardo Cunha Teixeira

Roteiro de Rosáceas da Cidade da Horta
(NOTÍCIA "Tribuna das Ilhas")
Ricardo Cunha Teixeira

Roteiro de Simetrias da Ilha do Pico

Ricardo Cunha Teixeira

Roteiro das 5 Ilhas
Ricardo Cunha Teixeira

Roteiro de Frisos de Angra do Heroísmo
Ricardo Cunha Teixeira

Roteiro de Rosáceas da Terceira

Raquel Pereira Nogueira – Ricardo Cunha Teixeira

Roteiro de Frisos de Ponta Delgada

Vera Moniz – Susana Goulart Costa – Ricardo Cunha Teixeira

Roteiro de Rosáceas de Ponta Delgada

Vera Moniz – Susana Goulart Costa – Ricardo Cunha Teixeira

Roteiro de Varandas da Cidade de Angra do Heroísmo (Texto de Apoio)

Raquel Mendonça – Vânia Silva – Ricardo Teixeira


Referências na Imprensa:
"Roteiro de Varandas da Cidade de Angra do Heroísmo" (Telejornal - RTPAçores)
"O Roteiro de Varandas da Cidade de Angra do Heroísmo" (Açores Hoje - RTPAçores)
"Roteiro das 5 Ilhas" (NOTÍCIA Jornal "O Monchique")
"De cabeça bem erguida II" (NOTÍCIA "Tribuna das Ilhas")
"De cabeça bem erguida I" (NOTÍCIA "Tribuna das Ilhas")
"Espelho meu, espelho meu: há algum padrão mais simétrico do que eu?" (NOTÍCIA "Tribuna das Ilhas")
"Os padrões das calçadas dos Açores" (NOTÍCIA "Os Dias do Futuro" (Antena 1))
"Roteiro das 5 ilhas: Itinerário de simetria das ilhas de Santa Maria, São Jorge, Graciosa, Flores e Corvo" (NOTÍCIA Jornal “O Baluarte”)
"Simetrias das calçadas dos Açores" (NOTÍCIA "Os Dias do Futuro" (Antena 1))

"Itinerário de simetria das ilhas de Santa Maria, São Jorge, Graciosa, Flores e Corvo" (NOTÍCIA Jornal “O Breves”
)
"Roteiro das 5 ilhas" (NOTÍCIA "Radio Graciosa")
"Rosáceas em calçada da cidade da Horta" (NOTÍCIA "Ciência com todos")
"
Padrões em Calçada Portuguesa nos Açores" (NOTÍCIA "Revista Açores Magazine - Açoriano Oriental")
"Roteiro de Simetrias da Ilha do Pico" (NOTÍCIA "Jornal do Pico")
"Padrões em azulejo da cidade da Horta" (NOTÍCIA "Tribuna das Ilhas")
"Horta: a cidade dos 7 frisos?" (NOTÍCIA "Tribuna das Ilhas")
"Rosáceas em calçada na cidade da Horta" (NOTÍCIA "Tribuna das Ilhas")

"A matemática das varandas" (NOTÍCIA "Tribuna das Ilhas")
"Vagueando pelos passeios da cidade da Horta: roteiro de frisos"
(NOTÍCIA "Tribuna das Ilhas")
"Simetrias que dão a volta à cabeça: roteiro de rosáceas" (NOTÍCIA "Tribuna das Ilhas"
)
"
As simetrias que pode encontrar debaixo dos seus pés" (NOTÍCIA "Tribuna das Ilhas")
"
Por entre calçadas e espelhos: à descoberta de simetrias" (NOTÍCIA "Tribuna das Ilhas")
"Há matemática nas calçadas de Angra" (NOTÍCIA "Diário Insular")
"A Matemática e a Calçada Portuguesa" -
Há Conversa (uma cortesia da Antena 1)
"Calçadas de Ponta Delgada misturam Matemática e Cultura debaixo dos pés de quem anda pela cidade" (NOTÍCIA "Correio dos Açores")
"Rosáceas da Terceira dão roteiro" (NOTÍCIA "Diário Insular")
"A matemática das calçadas dos Açores" (RTP-Açores)



ROTEIROS DESENVOLVIDOS PELA UNIVERSIDADE TECNICA DE LISBOA
Instituto Superior Tecnico - Universidade Tecnica de Lisboa

Simetria Passo a Passo - Matemática nas Calçadas de Lisboa
(DESDOBRÁVEL) (PADRÕES EM FALTA) (Sítio na Internet)

Ana Cannas da Silva


17 DE MAIO DE 2013 | Artigo - Tribuna das Ilhas - Açores

"A matemática das varandas" - Artigo de Ricardo Cunha Teixeira.


MÚSICA DE CALÇADA
6 DE ABRIL DE 2013 | Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva - Braga | 15H00
Ana Pereira do Vale, Centro de Matemática (CMAT), Departamento de Matemática e Aplicações (DMA), Universidade do Minho

As calçadas portuguesas existem um pouco por todo o mundo onde ficaram marcas da presença portuguesa. Algumas dessas calçadas são desenhadas respeitando regras de simetria bem definidas em Geometria. A música, por sua vez é, por vezes, formada por motivos que respeitam também regras de simetria. Há calçadas e partituras que estão ligadas por essas regras geométricas. Quais são estas regras que unem calçadas e partituras? Que peças musicais vamos poder associar a uma calçada. Não se assustem os músicos que vão entender a parte geométrica e não se assustem os matemáticos que vão entender a parte musical e sobretudo não se assustem todos os outros possíveis ouvintes que vão entender a parte musical e a parte geométrica.

(CARTAZ)


Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal